Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
   
Procura Avançada
Biblioteca Municipal Castanheira de Pera integra a RNBP


A Rede Nacional de Bibliotecas Públicas dá as boas vindas à Biblioteca Municipal de Castanheira de Pera, Dr. Eduardo Correia que, após a celebração do Protocolo de Adesão, passou a integrar esta rede nacional.

Inaugurada a 4 de julho de 1988 e batizada com o nome do primeiro Presidente da Câmara Municipal, foi transferida em 2013 para a sua localização atual, na Praça da Notabilidade, após ter funcionado na casa onde nasceu Bissaya-Barreto. Atualmente, em conjunto com o Auditório, dispõe de uma área de cerca de 1.200 m2.

Para além dos espaços onde se desenvolvem os diferentes serviços disponibilizados ao público (consulta de periódicos, empréstimo de monografias, cd's e dvd's, consulta local, espaço internet, cowork, digitalização gratuita e impressão de documentos) mantém e desenvolve a coleção do Fundo Local através da recolha, tratamento e digitalização de materiais que constituiem o seu acervo (jornais, filmes, fotografias, monografias). Disponibiliza

O horário normal de funcionamento da biblioteca prolonga-se até às 18 horas.

cpera2.jpg

Os recursos humanos desta biblioteca prestam ainda apoio técnico às bibliotecas escolares do concelho.

A par desse apoio, promove o projeto "Caixas Mágicas", serviço bibliotecário gratuito oferecido a todas as instituições e escolas do concelho que o solicitem e que consiste na disponibilização de uma coleção itinerante em diversos suportes contribuindo para alargar a toda a comunidade o acesso gratuito à informação.

Integra a Rede de Bibliotecas de Monsalude, juntamente com as Bibliotecas Municipais Simões de Almeida (Tio), de Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande cujo objetivo é desenvolver trabalho colaborativo entre as bibliotecas das instituições parceiras ao nível da organização, gestão e disponibilização de recursos de informação, bem como da concretização de ações para o desenvolvimento de competências de leitura e de literacias. No conjunto, são mais de 100 mil documentos que passam a estar disponíveis num catálogo coletivo para qualquer habitante destes municípios. Os livros, ou outros documentos, serão entregues na biblioteca onde o utilizador está inscrito, não precisando este de se deslocar a outro concelho para ter acesso ao documento que requereu. Pretende-se assim ganhar uma nova dimensão ao nível do espólio e da dinamização de atividades.

 

28-11-2018 RD


   
    
© 2007-2014 Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas
Todos os Direitos Reservados
Última Actualização em: 15-12-2018