Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
   
Procura Avançada
Impacto da pandemia do COVID-19 nas bibliotecas da RNBP


​A Direção de Serviços de Bibliotecas da Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB) procedeu, entre 10 e 22 de julho de 2020, à recolha de informação junto das bibliotecas municipais da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas (RNBP) sobre o atual funcionamento dos serviços e também sobre a perceção dos desafios no contexto de pandemia do Covid-19.

Foram inquiridos os 239 municípios que integram a RNBP com uma taxa de resposta de cerca de 80%.

Como forma de identificar situações-tipo que permitissem mostrar o panorama geral das bibliotecas da RNBP no atual contexto, optou-se por não fazer perguntas de resposta aberta, limitando assim o leque de respostas.

A análise das respostas obtidas organiza-se segundo um conjunto de 3 temáticas: Os espaços, os serviços e os desafios.

Os resultados chamam a atenção para a importância da biblioteca como espaço físico e para a necessidade dos seus serviços presenciais nas comunidades. Por outro lado, evidenciam também a necessidade de dotar os profissionais de competências digitais adequadas à dinamização de serviços e recursos online, que poderão em qualquer altura ser complementados com as atividades presenciais, preparando uma melhor resposta para os diferentes públicos. A situação de pandemia e as medidas de segurança e higiene vieram evidenciar a necessidade de melhorar a presença web das bibliotecas em termos de quantidade e qualidade. A reinvenção do espaço e dos serviços das bibliotecas obrigará as equipas a diversificar o tipo de atividades, os formatos e até mesmo os locais de realização das mesmas.

Na ausência dos espaços físicos, ou à sua utilização com limitações, e face a uma possível continuidade de isolamento físico, importa reforçar a função das bibliotecas públicas enquanto serviço público de acesso à Informação, acessível à globalidade da população, apostando numa presença digital estruturada, articulada com as entidades locais e serviços descentralizados, interativa e que fomente o contacto e partilha de experiências entre toda a comunidade.

Atendendo aos diferentes contextos regionais da pandemia, importa também evidenciar a necessidade de retomar o funcionamento dos serviços presenciais, não devendo ser esquecido ou desvalorizada a sua função social e cultural, especialmente na atual conjuntura. Este retomar, sustentado no cumprimento dos cuidados de higiene e das regras estabelecidas, ajudará também as comunidades a regressar às rotinas e retomar os hábitos de frequência e utilização destes espaços e serviços.

Quando o digital é assumidamente um meio privilegiado de contacto com a comunidade, as bibliotecas devem também reforçar o seu trabalho no âmbito das Redes Intermunicipais de Bibliotecas, quer através do planeamento e organização conjunta de atividades online, quer na partilha de conteúdos produzidos pelas bibliotecas que integram as Redes.

Consulte aqui os resultados deste questionário:


RD | 26-08-2020    
    
© 2007-2014 Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas
Todos os Direitos Reservados
Última Actualização em: 25-09-2020