Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
   
Procura Avançada
Todas as comunidades conectadas! Um apelo e um compromisso.


Na Agenda 2030 de Desenvolvimento da ONU, a importância do acesso à informação é reconhecida nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Aceder e saber utilizar as TIC e a Internet promove o bem estar social e a sustentabilidade económica da sociedade do conhecimento.

Como instituições confiáveis ​​e seguras que acolhem e servem todos, as bibliotecas detêm grande potencial para alcançar comunidades mais pobres e marginalizadas, contribuindo para reduzir a exclusão digital através da implementação de serviços inovadores e catalisadores de mudanças.

As bibliotecas são uma das principais chaves para garantir o acesso universal à informação através da Internet, onde o investimento em tecnologia deverá ser apoiado por equipas devidamente capacitadas que garantam que os utilizadores adquirem as competências necessárias para beneficiar plenamente desse acesso. 

Para além da capacitação das pesssoas, as bibliotecas podem ser os pontos de partida para uma infraestrutura de rede em comunidades mais remotas e ainda ainda não conectadas, atuando como centro que fornece acesso universal e gratuito.

É este potencial das bibliotecas para o combate à exclusão digital, cujo papel de conectar pessoas online está comprovado, que terá de ser entendido por governos, autoridades locais e investidores, para que seja possível implementar reformas e disponibilizar recursos essenciais. 

O facto da pandemia Covid-19 ter vindo acelerar a tendência de cada vez mais serviços, empregos e oportunidades de aprendizagem acontecerem no mundo digital, agravou a exclusão digital aumentando os custos sociais e económicos da sua não, ou má, utilização - quer a nível de competências para a sua utilização eficaz, quer a nível do acesso à rede e aos próprios equipamentos.

A estatística comprova que onde há mais bibliotecas públicas que oferecem acesso à Internet, as lacunas de uso entre velhos e jovens, empregados e desempregados, ricos e pobres são menores. Também sabemos que alunos sem acesso à Internet em casa fazem uso mais intensivo das bibliotecas do que seus colegas. Com a contínua incerteza e restrições em torno da possibilidade das bibliotecas oferecerem acesso físico, a importância de disponibilizar acesso remoto à informação aumenta.

Crucialmente, não se trata apenas de encontrar maneiras económicas de melhorar a conectividade através de tecnologias WiFi, mas também de garantir que as pessoas possam beneficiar dos conteúdos e do apoio das bibliotecas. Assim, o compromisso das bibliotecas na Inclusão Digital está explanado em dois documentos subscritos pela IFLA.

O primeiro, apelando aos governos para que ajam no sentido de apoiar uma ampla conectividade e que ao mesmo tempo garantam apoio às bibliotecas para que estas possam ajudar as suas comunidades a aproveitar o acesso à Internet e tecnologias.

Declaração "Libraries in Response: Every Community Connected"

  • Certificar-se de que cada comunidade tem acesso a pelo menos um ponto de acesso público e gratuito à Internet, adequadamente conectado, e que todas as escolas tenham acesso a uma biblioteca, online ou offline;

  • Mobilizar as bibliotecas para atuarem como laboratórios comunitários para experiências de ação, melhorando a forma como nos conectamos, protegemos e respeitamos uns aos outros e trabalhamos juntos para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU até 2030;

  • Garantir o acesso a equipamentos e a formação adequadas das equipas das bibliotecas e de outras instituições âncora da comunidade, capazes de disponibilizarem um ponto de acesso seguro e protegido às redes, respeitando a privacidade e promovendo as literacias e competências digitais e a aprendizagem ao longo da vida para que as comunidades aprendam, ganhem conhecimentos e prosperem.


DeclarA4AI.jpg


O segundo, representando o compromisso da própria IFLA em envidar todos os esforços ao seu alcance para promover a inclusão digital:

"Library Pledge"

LibraryPledge.jpg

A nível mundial, a "Alliance for Affordable Internet" (A4AI), promovida pela Fundação World Wide Web com o apoio e parceria de diversos organismos e empresas do setor público e privado, na área da comunicação, informação, tecnologias e outras, está comprometida com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável para conectar toda a humanidade até 2030, garantindo o acesso para todos. É sublinhada, como condição crítica para se atingir o proposto, o apoio das instituições, entre as quais as bibliotecas como infraestruturas pré-existentes capazes de impulsionar essa ambição. Esta Aliança propõe:

  • Identificar exemplos de boas práticas de soluções de acesso público em todo o mundo;
  • Continuar a pesquisar e analisar a eficácia das estratégias de acesso público como parte da política de banda larga em países de baixa e média renda para aumentar o uso da Internet e reduzir a barreira de acessibilidade;
  • Defender as estratégias de acesso público como parte essencial de uma estratégia abrangente de banda larga que defina o objetivo de expandir o uso da Internet e de reduzir o custo da conectividade;
  • Fornecer suporte técnico a governos e a outras partes interessadas que promovam o acesso público como parte de seu programa.

#DigitalInclusion #A4AI #Connectivity4All #P4PA


21-10-2020 | RD    
    
© 2007-2014 Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas
Todos os Direitos Reservados
Última Actualização em: 15-04-2021