Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
   
Procura Avançada
Doações, ofertas e legados nas bibliotecas da RNBP



Todos sabemos que os livros e outros documentos são preciosos e, se por vezes já não os usamos e queremos partilhá-los com outras pessoas, a solução mais evidente será a de os oferecer à biblioteca municipal da nossa comunidade que, muitas vezes, até promove campanhas nesse sentido.

Para muitas bibliotecas é uma oportunidade de enriquecerem as suas coleções e diversificarem a oferta mas, dependendo do que é oferecido, e mesmo com a maior boa vontade com o tenha sido feito, por vezes torna-se num problema para a gestão das coleções que se pretende que continuem a ser pertinentes, atuais e plurais.

Assim, as bibliotecas públicas devem acautelar, junto das respetivas tutelas, o direito de aceitar apenas as ofertas, doações e legados de documentos que se enquadrem nos critérios definidos na sua política de desenvolvimento de coleções. Para isso, é fundamental a existência de um regulamento ou de normas escritas aprovadas pela tutela, onde estejam claramente definidos critérios e condições que suportem e salvaguardem a decisão de uma biblioteca, ou rede de bibliotecas, de aceitar ou não determinada oferta, doação ou legado. 

Com o objetivo de apoiar a elaboração destes critérios, a DGLAB publicou um Guia de Gestão de Coleções onde dedica um capítulo a esta problemática: "Critérios e condições para a aceitação de ofertas, doações e legados".

Nos critérios e condições gerais para aceitação de documentos incluem-se: 
  • Obras impressas de ficção e não-ficção, em bom estado de conservação, com uma estimativa de procura elevada; 
  • Livros técnicos (obras impressas), não muito especializados, com data de edição recente e em bom estado de estado de conservação;
  • Obras com um valor intrínseco para o fundo local;
  • Obras raras ou especiais incluindo documentos com valor histórico;
  • Coleções de jornais e revistas com relevância para a comunidade, incluindo coleções completas de periódicos locais inexistentes nas outras bibliotecas da rede ou em suporte digital;
  • Documentos sonoros, audiovisuais e multimédia originais, em formatos não descontinuados, ou em vias de o ser, em bom estado de conservação e dependendo da procura existente.

Não deverá ser aceite o seguinte tipo de documentação:
  • Obras impressas em mau estado de conservação, nomeadamente rasgadas, incompletas, sem capa, sujas ou amarelecidas;
  • Obras impressas que se encontram digitalizadas e acessíveis online gratuitamente (ex. obras da Biblioteca Nacional Digital);
  • Documentos multimédia desatualizados, em mau estado de conservação, designadamente riscados, partidos ou sem o respetivo invólucro;
  • Manuais escolares;
  • Bibliografia especializada, nomeadamente manuais de Ensino Superior, editados há mais de 10 anos;
  • Periódicos correntes;
  • Periódicos não correntes sem interesse para a comunidade local;
  • Cassetes áudio e vídeo;
  • Programas informáticos em formatos não legíveis;
  • Documentos fotocopiados;
  • Obras de referência;
  • Documentos sonoros, audiovisuais e multimédia originais, em formatos descontinuados;
  • Cópias de documentos multimédia.

Pode consultar o Guia com estas e outras considerações, na página da documentação disponibilizada pela DGLAB.

Doa.jpg
Imagens: Bibliotecas Municipais de Lisboa e Biblioteca Municipal de Portimão

21-01-2022 | RD    
    
© 2007-2014 Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas
Todos os Direitos Reservados
Última Actualização em: 03-03-2024